A primeira agência de viagens à medida A primeira agência de viagens à medida

O que dizem os nossos clientes

Viagem à Argentina

Trazemos na memória a beleza natural dos diferentes sítios e a gastronomia. Superou as nossas expectativas! Aproveitamos para vos enviar alguns comentários adicionais à nossa viagem: 1. Buenos Aires Fazer a viagem de noite foi positivo, mas chegar às 8h impossibilita ter quarto no Hotel e dar inicio à visita guiada logo às 8h foi um pouco demais… GUIA: Elisabete, bastante simpática e deu-nos uma “pincelada” bastante útil sobre BA HOTEL (Scala): bastante correcto e com boa localização com vários pontos de interesse a uma distancia razoável VISITAS: Tivemos muita sorte de ter chegado no Domingo porque tivemos oportunidade de ver o mercado no bairro de San Telmo. La Boca muito turístico porque é um espaço muito pequeno, Recoleta, Praça de Mayo, Colon, Av. 9 Julho… muito interessante. Gostámos muito da livraria El Ateneo e o café Tortoni. Também Puerto Madero, Retiro, etc. Uma cidade de grandes contrastes! Fomos ver um show de tango no Piazzola – com uma breve aula de tango, jantar e performance de baile e canto – não gostámos muito… demasiado turístico! Finalmente, no ultimo dia fizemos uma viagem ao Tigre, indo de barco e voltando num minibus (grupo de apenas 8 pessoas!) Correu muito bem e recomendamos a quem goste de “água”!! 2. Mendoza GUIA: Miguel, fez confusão com as horas e impossibilitou a visita à adega Lagarde (que disse não irmos visitar mas sim o Luigi Bosca). HOTEL (Club Tapiz): pequeno, com um excelente restaurante e provas e vinhos ao final do dia… recomendo! VISITAS: A viagem de 1 dia ao Valle del Uco foi dos momentos altos da viagem. O grupo era super simpático (cerca de 14 pessoas) e a guia bastante correcta e com conhecimentos na área. Era de Tupungato, pelo que esteve sempre muito envolvida com toda a viagem – fizemos uma visita adicional a Saletein que foi um dos momentos altos! No dia em que se faz as viagens c/ almoço de degustação (4/6 pratos) não faz sentido marcar jantares. Ou seja, pagámos dois jantares no Club Tapiz mas no segundo dia apenas comemos uma salada (nem conseguimos beber mais vinho) A visita à adega Zolo não foi feita de acordo com o planeado… sem passeio entre as vinhas (apesar do responsável que fez a degustação ter sido bastante profissional). 3. El Calafate GUIA: Já sabemos que houve falha de comunicação em termos da viagem ao Perito Moreno… HOTEL (Lagos del Calafate). Não muito central, mas a curta distancia do centro (15 minutos). Quartos correctos mas a decoração em geral algo antiquada. Tinha no entanto, Uma EXCELENTE piscina de água quente que era ideal depois de um dia de passeio intenso VISITAS: Um os momentos altos da viagem foi sem duvida a visita ao Perito Moreno. Óptima dica pedir o lunch box no hotel!! Um dos melhores momentos em frente ao Glaciar é quando os grupos de “espanhóis e italianos” vão almoçar e conseguimos ficar em silêncio a ouvir o glaciar!!! 4. Torres del Paine GUIA: Correcto durante o passeio mas totalmente incompetente quando nos deixou na fronteira do Chile, ao final do dia! Acabou por dizer que era apenas um guia do parque e que não podia fazer nada… Ninguém nos foi capaz de explicar o porquê de termos de esperar na fronteira e gastámos bastante dinheiro com chamadas para a agência em El Calafate. Tudo o que fui percebendo foi através de conversas cruzadas… VISITAS: Não fez sentido ir num veiculo 4x4 que levou muito mais tempo quando a paisagem é muito parecida durante vários kms. Falhou totalmente a informação por parte desta agência sobre a necessidade de se ter dinheiro para a entrada do parque, ou seja, acabámos por estar quase 1 hora para que os restantes passageiros trocassem dinheiro na fronteira! Grupo demasiado grande, com cerca de 30 pessoas. Quando falámos de um veiculo 4x4 pensei num máximo de 6/7 pessoas… Com tantos atrasos, acabámos por estar cerca de 2 horas no parque, o que foi claramente insuficiente. Voltámos pelas 5 horas à fronteira (porque tinham que voltar a El Calafate) e ficámos à espera até às 19h00 porque não disponibilizam pick-up para Puerto Natales adequadamente. De referir que houve pick-çups organizados dentro do parque para levar as pessoas para os respectivos hotéis…com excepção nossa. 5. Puerto Natales GUIA: Pick-up que nos trouxe da fronteira muito prestável e salvou-nos o fim do dia com uma mini viagem à cidade, mostrando onde estavam os restaurante e breve historia da cidade. HOTEL (Costaustralis): Um dos melhores hotéis! Vista soberba sobre o Pacifico. Quarto muito agradável e excelente pequeno almoço (serviço e sala com vista). RESTAURANTE: Asador Patagónico excelente! A Pizzeria Mesita Grande pareceu-nos também muito bem… pena não termos ficado mais 1 dia para explorar a cidade. Viagem de volta a El Calafate bastante correcta. Muito tempo na fronteira, mas autocarro excelente, tornando a viagem menos cansativa… 6. Ushuaia GUIA: Quando chegámos verifiquei que não tínhamos a viagem à Pinguineira marcada para esse dia…depois da aprendizagem das visitas anteriores, exigi que fosse feita nesse dia! HOTEL (Cilene del Faro Suites & Spa): Ficamos num dos apartamentos. Não recomendamos pelo facto do pequeno-almoço ser tomado numa cave! RESTAURANTE: Garibaldi RestBar – excelente!!! Comida e atendimento!!! Recomendamos o Bodegon Fueguino para um snack a meio do dia, com ambiente engraçado e comida correcta/típica. O antigo Irish pub também interessante. VISITAS: Viagem à Pinguineira foi talvez o melhor, por ser realmente o concretizar de um sonho… ir ao fim do mundo!!! A viagem é bastante longa e o regresso (3 horas!) custa um pouco a fazer, mas vale bastante a pena. A visita ao Parque Nacional Tierra del Fuego correu muito bem! O guia simpático e um bom equilíbrio entre passeio com autocarro e passeios a pé! Tivemos frio & calor, sol & chuva e até uma pouco de neve pela noite, tal como tinha prometido o guia. O passeio no Tren del Fin del Mundo é muito turístico, mas não deixa de ser interessante porque se atravessa o parque no seu interior e se aprende um pouco mais sobre a historia destes prisioneiros. Visita a Museu prisional interessante para se entender esta cidade tão austral. 7. Colonia del Sacramento Poderia ter sido interessante, mas a agência deveria saber que não é possível fazer a viagem nos timings propostos…acabou por ser um dia desperdiçado/stressante. • Agência de BA quis ser simpática e organizou o pick-up pela manhã… mas o pick-up esqueceu-sede nós e tivemos que correr para estar na hora solicitada no porto (a guia Elisabete foi muito prestável e tentou fazer o seguimento). • Barco das 11h45 saiu com 1,5 horas de atraso, mas soubemos que o das 8h também saiu com atraso muito semelhante, pelo que nos parece que é normal isto acontecer. • Chegámos a CS pelas 14h30 e tivemos que optar pelo almoço ou visita guiada (bus + walking). Optámos pela visita guiada mas mesmo assim não tivemos tempo para fazer o bus + walking, pelo que decidimos fazer apenas o walking (isto tudo questionando várias vezes a guia… porque não nos foi dada qualquer explicação). Finalmente, pelas 15h deveríamos ter um guia para o passeio mas ninguém apareceu… pelo que fizemo-lo sozinhos!!! A tentar ouvir alguns guias de outras excursões… CS pareceu-nos um sitio encantador! Vários hotéis de charme e pequenos restaurantes onde apetecia parar para beber e comer alguma coisa… e teria sido interessante sair do centro histórico e conhecer um pouco mais. • Finalmente voltámos (a correr!) para apanhar o barco às 16h. Muito menos gente porque devem todos” regressar no ultimo barco às 20h45 (ou seja novamente caos!) • Exigi um voucher para comer algo no barco… uma vez não ter almoçado, nem ter feito qualquer visita programada. Depois de falar com 3 pessoas…consegui o voucher. No barco, nem entendiam o meu voucher (deve ter sido a primeira vez!!) mas acabaram por nos “oferecer” um snack completo! Obrigada e espero que até breve.